Seja bem-vindo ao blog EMANAÇÕES - O MARAVILHOSO MUNDO DAS PREVISÕES !

QUE HOJE VOCÊ POSSA LER E OUVIR PALAVRAS BELAS E EDIFICANTES. MAS SE OUVIR ALGUMA QUE O FIRA. NÃO SE REVOLTE NEM REVIDE. CALA-TE. É DIFÍCIL... DÁ UM NÓ NA GARGANTA... NO ENTANTO, TENHA FORÇA E CALA-TE. VERÁS COMO NO SILÊNCIO ESSAS PALAVRAS QUE FEREM SAIRÃO DE VOCÊ MAIS RÁPIDO, PORQUE ELAS SE SENTIRÃO SOZINHAS.

Seguidores

sábado, março 19

Portal da Cabala Mini-Aula de Torá Conexão: 26



obs: Enviamos esta conexão na noite de Purim, lua cheia de Peixes, momento de imensa alegria dentro do calendário cabalístico.
Conexão da Semana: A Alimentação

A porção da Torá desta semana especifica diversas regras da alimentação denominada Casher. Os questionamentos a respeito deste tipo de alimentação são freqüentes: Não teriam sido criadas apenas para proteger a saúde do povo, já que a carne de porco, por exemplo, trazia perigo real à saúde das pessoas? Mas se assim realmente fosse, porque teriam sido omitidos tantos outros alimentos também nocivos à saúde do povo?

Na verdade, todas as restrições alimentares previstas na Torá, tais como os frutos do mar, a carne de porco e os insetos, foram criadas pela percepção de que tudo aquilo que comemos é assimilado não apenas pelo nosso corpo físico, mas também pelo nosso corpo energético. Determinados alimentos possuem uma qualidade de energia muito baixa, e por isso, acabam nos contaminando emocional e espiritualmente.

Na conexão desta semana observamos melhor o que assimilamos. Não apenas pelo paladar, mas também pelos outros sentidos, como a visão e a audição. Através desta observação poderemos perceber o quanto, a cada momento, estamos nos carregando ou descarregando energeticamente.

Shalom!
Atenção: Cadastre-se no grupo Portal da Cabala do Facebook. Assim você fica ainda mais conectado com as mini-aulas, cursos e outros eventos do calendário cabalístico. A seguir a mini-aula.

Um comentário:

Wlson disse...

Essa questão que relaciona a alimentação à cabala, é relevante. a não utilização de certos alimentos nas refeições, tem tudo a ver com uma filosofia de vida, aliás, saudável.